Pediatra da Unimed Jaboticabal participa das comemorações de 50 anos da Faculdade de Medicina de Catanduva

Pediatra da Unimed Jaboticabal participa das comemorações de 50 anos da Faculdade de Medicina de Catanduva

“É como voltar para casa depois de uma longa viagem, mas encontrar tudo diferente”. Dessa forma, a pediatra Maria Rejane Valério Navarro, cooperada da Unimed Jaboticabal, define seu retorno à Faculdade de Medicina de Catanduva – Fameca, para as comemorações de 50 anos do curso, em meados de outubro.

Atualmente vinculada ao Centro Universitário Padre Albino (Unifipa/Fameca), em sua época de estudante as atividades se concentravam apenas no velho prédio da faculdade. “Sou da turma de 1981, a 7ª formada pela faculdade. Antes, onde hoje é o novo local só se faziam aulas de propedêutica respiratória, porque lá funcionava o sanatório para tratamento de tuberculose”, afirma.

“Quando eu estudei ainda não havia a universidade, mas sim a Faculdade de Medicina de Catanduva. Tivemos professores maravilhosos, inspiradores, dedicadíssimos, amigos e muito competentes, alguns que estão lá até hoje, mas ao mesmo tempo muito exigentes e que cobravam da gente muito Conhecimento e Ética”, relata Maria Rejane.

A pediatra também conseguiu elencar as diferenças entre seu tempo de estudo e os dias atuais. “A tecnologia usada hoje, da mesma forma que ajuda muito, também atrapalha, porque antes de se pedir um exame, o médico deve pensar no paciente, fazer uma anamnese detalhada. Não adianta solicitar uma avaliação complementar se não examinou o paciente como um todo”, reforça.

“Antes tínhamos mais compromisso com os estudos. Sabíamos de todas as matérias – não era porque queria fazer Pediatria que não conseguiria fazer um parto ou auxiliar uma cirurgia. A sensação que tenho hoje é que alguns estudantes mais novos não sabem o mínimo de especialidades básicas como Pediatria, Cirurgia, Clínica Médica e Ginecologia/Obstetrícia.”

O aprendizado que ficou, além das partes teóricas e práticas do curso, foi para a vida toda. “A medicina evolui permanentemente e nos obriga a constantes atualizações. Não podemos parar de estudar nunca – isso eu aprendi em casa com meus pais, com meus professores do ginásio e colegial e com os mestres na faculdade”, finaliza.

Comemorações

O evento em comemoração aos 50 anos da Faculdade de Medicina de Catanduva contou com a participação do coordenador do curso de Medicina, Professor Jorge Luis Valiatti, do reitor da Universidade, Nelson Jimenes, além de ex-alunos de diversas turmas formadas pelo curso.

Durante a manhã do dia 12, foi realizado o evento Revivendo Momentos, quando ocorreu o fechamento de uma cápsula do tempo onde foram inseridos materiais e relatos de nossa época, que serão abertos daqui a 50 anos. Nela, constam o histórico da Fundação mantenedora, do curso de Medicina, do centenário do Padre Albino, jornais do dia, selo da festa de 50 anos, entre outros.

Na sequência, houve o plantio de 50 mudas de orquídeas, no pátio do Campus Sede da Unifipa, com a parceria da Associação Orquidófila Catanduvense. No mesmo dia, à noite, foi realizado o jantar comemorativo no Clube de Tênis Catanduva com a presença de mais de 600 pessoas, entre ex-alunos e seus familiares. A festa teve a animação da Banda Odysseya, Gaby Moretto e Dj Antonio Vilas.

 

Deixe seu comentário

Av. Carlos Berchieri, 791

Nova Jaboticabal

(16) 3209 - 2433

Informações

Fale Conosco

faleconosco@unimedjaboticabal.coop.br