Mostrar Aviso

Espaço Viver Bem: Atendimento diferenciado na atenção à saúde (Parte 1)

Espaço Viver Bem: Atendimento diferenciado na atenção à saúde (Parte 1)

Inaugurado em agosto de 2016, o Espaço Viver Bem da Unimed Jaboticabal foi pensado e estruturado para oferecer aos clientes serviços diferenciados, com uma nova visão de atendimento e atenção à saúde. Entre esses serviços está a APS (Atenção Primária à Saúde) que é um novo modelo assistencial focado na individualidade. Os profissionais responsáveis pelo atendimento observam as necessidades individuais de cada paciente como, por exemplo, a idade e as comorbidades, fazendo o levantamento das doenças pré-existentes para depois solicitar exames e, se necessário, encaminhar para as demais especialidades. Além disso, através da APS é possível um acesso mais rápido a consultas e exames, como explica o médico responsável pelo serviço, Dr. Marcos Guilherme Malago. “Atualmente 90% dos pacientes conseguem consulta no mesmo dia e os outros 10% no dia seguinte. Nossa agenda tem uma forma de agendamento chamado ACESSO AVANÇADO, onde você consegue dar acesso assim que a pessoa tem a necessidade, independentemente se é um caso mais grave ou não”.

Malago explica também que o atendimento é mais eficiente, pois é possível oferecer vários serviços no mesmo local.

“Aqui no prédio do ESPAÇO VIVER BEM, além da consulta é possível fazer raio-X, colher exame laboratorial, aplicar medicamentos, oferecer aerossol, entre outros. A gente tenta resolver tudo no mesmo local para facilitar e evitar que a pessoa tenha que se deslocar. É como se fosse uma mistura de consultório com pronto atendimento”.

Também é feito um trabalho chamado BUSCA ATIVA para monitorar as doenças silenciosas. “Nós sabemos quem são os nossos hipertensos, os diabéticos, se eles estão frequentando as consultas, se estão retornando, se estão com a pressão arterial controlada. Existem também os cânceres que você deve investigar mesmo que a pessoa não sinta nada. O câncer de mama, por exemplo, que é bastante prevalente. A mulher chega aos 40 anos e tem que fazer mamografia uma vez ao ano mesmo que ela não sinta nada. Seria como vigiar cada pessoa individualmente, fazer essa fiscalização rastreando as doenças silenciosas”, explica o médico.

Esse tipo de acompanhamento gerou o conceito de LONGITUDINALIDADE que hoje é um dos atributos essenciais da atenção primária à saúde. É o acompanhamento do paciente pelo mesmo médico de família, enfermeiro ou pela mesma equipe de profissionais ao longo do tempo.

“Eu estou aqui há nove anos e nesse tempo venho observando as pessoas ao longo da vida. Ela casa, tem filhos, pode ou não começar a ter atos de vida não saudáveis, começar a engordar, por exemplo. Ou a pessoa tem um histórico familiar de diabetes e começa a ficar diabética. Se você pega um diabético na fase inicial é muito mais fácil controlar e não chegar a ter complicações com a doença. Além disso, estreitamos a confiança e o relacionamento médico-paciente. A proximidade ajuda na direção ao tratamento. A pessoa entende melhor que deve se cuidar, da importância na questão do `autocuidado’, para evitar as possíveis complicações das doenças crônicas”.

E todo o trabalho dos profissionais da APS é avaliado por uma pesquisa de satisfação, para saber se o trabalho está sendo eficaz. Os indicadores de saúde apontam se o paciente está se sentindo bem cuidado e o que ele está achando do médico, da enfermagem, do ambiente e do novo modelo assistencial.

Para mais informações sobre esses e outros serviços disponíveis no ESPAÇO VIVER BEM, ligue ou mande mensagem por WhatsApp no número: (16) 9-9790-4120. 

Unimed Jaboticabal. Cuidar de você, esse é o plano!

 

Reportagem e texto: José Vantini Júnior
Imagens: Claudio Paulino
Realização: Departamento de Comunicação e Marketing  – Unimed Jaboticabal

Deixe seu comentário